quinta-feira ,15 abril 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / Voo no Aeroporto de Guarapari é cancelado e passageiros perdem Natal com familiares

Voo no Aeroporto de Guarapari é cancelado e passageiros perdem Natal com familiares

Os passageiros de uma companhia aérea foram surpreendidos com o cancelamento do voo que partiria de Guarapari, no Espírito Santo, com destino a Belo Horizonte, em Minas Gerais, às 16h35 desta quinta-feira (24). Véspera do feriado de Natal, eles pretendiam desembarcar no Aeroporto de Confins a tempo de cear com os familiares.

O voo, com frequência diária, é operado pela Azul Linhas Aéreas em uma aeronave com capacidade para nove passageiros e teve início no dia 17 deste mês. Até então, o aeroporto, de responsabilidade da prefeitura, recebia apenas voos privados.

Chegada do primeiro voo da Azul Linhas Aéreas no Aeroporto de Guarapari no dia 17 de dezembro de 2020 Foto: Tell Miranda

Ao todo, cinco clientes fariam a viagem. Entre eles estava o empresário Rodrigo de Almeida, de 30 anos. Ele contou que a aeronave não chegou no horário previsto e receberam a informação que a aeronave não teve teto para a decolagem por causa do mau tempo e que ela voltaria para Vitória.

“Disseram que o voo desceu em Vitória e que a gente iria para Vitória, depois disseram que a gente ia sair daqui [Guarapari]. Depois disseram que não sairíamos nem daqui e nem de Vitória, porque não daria tempo para a gente chegar em Vitória para o embarque”, relatou o passageiro que esperava até as 20h um posicionamento oficial da empresa no aeroporto do balneário.

Os passageiros ainda se queixam da falta de estrutura do terminal aeroviário. No local, segundo eles, não há lanchonetes e nem bebedouros.

“Eu estava com uma criança de 8 anos e outra de 11 anos. Não tinha água nem para vender. Não tinha um lanche. Eu estava com duas crianças desde 15h40 sem beber água. Não tinha nem para comprar”, expôs a psicóloga Stela Rodrigues, de 42 anos, que estava acompanhada dos dois filhos e esperava passar o Natal com a família.

Segundo os passageiros, os cinco foram encaixados em um novo voo que sai apenas às 15h de sexta-feira (25). Eles também chamaram a polícia para que um Boletim de Ocorrência fosse registrado.

A Azul Linhas Aéreas foi procurada pelo G1, mas até a publicação da reportagem não se manifestou sobre o caso.

Transtornos

Rodrigo é de Belo Horizonte e veio ao Espírito Santo trazer a mãe e a avó para o distrito de Itaipava, em Itapemirim. Ele planejava voltar para casa nesta quinta e passar a ceia de Natal com o filho de 3 anos.

“O meu filho tem síndrome de down e está me esperando. Já fez várias ligações de vídeo. Ele não entende porque não vou chegar a tempo do Natal. Estou me sentindo completamente frustrado. Não vou conseguir nem almoçar com a minha família pelo horário do novo voo. Meu Natal foi embora por negligência”, lamentou Rodrigo.

Já Stela é moradora de Guarapari. Ela esperava ir com os filhos para Belo Horizonte passar o Natal com a mãe e 10 irmãos.

“Ela não juntava os 11 filhos há mais de 30 anos. Tinham três que moravam nos Estados Unidos e que neste ano conseguiram estar aqui. Só faltava eu lá. Comprei a passagem para ir e a Azul cancelou o voo e passou para dia 25. E isso só aconteceu porque a gente insistiu muito. Agora eu estou aqui em Guarapari e não vou passar com a minha família”, contou Stela.

Fonte: G1

Você pode Gostar de:

Um adolescente de 17 anos e uma criança são baleadas em tentativa de assalto em Anchieta

Uma família viveu momentos de terror no final da tarde deste domingo (12), no bairro Mãe-Bá, em Anchieta.