quinta-feira ,21 novembro 2019
Home / Geral / Vereadores e subsecretária de Estado de Trabalho discutem volta do Sine para Guarapari

Vereadores e subsecretária de Estado de Trabalho discutem volta do Sine para Guarapari

Representando a Câmara Municipal de Guarapari, o presidente da Mesa Diretora, vereador Enis Gordin (PRB), e os vereadores Oziel de Souza (PSC) e Clebinho Brambati (PTB) estiveram com a subsecretária de Estado de Trabalho, Emprego e Geração de Renda, Karina Uchôa, nesta sexta-feira (29). 

Na ocasião, eles debateram a possível volta do Sine, questões de emprego e renda e cursos de qualificação, em Guarapari. Ao término da reunião, foi acordada uma parceria da Câmara com a Secretaria para ofertar um curso de qualificação, que deve ser realizado no plenário da Casa de Leis. Os parlamentares também convidaram a subsecretária para vir em Guarapari fazer um seminário sobre trabalho e renda.

O presidente da Mesa Diretora, vereador Enis Gordin, afirmou que a Câmara vai continuar buscando a volta do Sine para Guarapari. “Nós fomos lá hoje conversar com a subsecretária porque queremos o Sine de volta em nossa cidade. Temos muitos pais de família desempregados e sabemos que a volta do Sine é um sonho da nossa população, por isso, vamos lutar para trazer ele de volta”, disse Enis.
 

Para o vereador Oziel  a visita gerou boas expectativas. “A subsecretária nos disse que há um projeto sendo elaborado para ser encaminhado para a Assembleia Legislativa que vai garantir um repasse de R$ 10 milhões para a Secretaria desenvolver seus projetos na área do trabalho. A subsecretária nos disse que vai fazer todo o esforço possível para que nossos trabalhadores possam ter um local onde possam buscar oportunidades no mercado de trabalho”, revelou Oziel.

O vereador Clebinho relatou que a subsecretária contou que pretende trazer um novo modelo de Sine para a cidade. “Ela está estudando novos modelos de Sine e está propondo trazer esses novos modelos para Guarapari. Ela citou o exemplo de  Viana em que já acontece um modelo diferente do Sine tradicional em relação a estrutura. Esse novo modelo também se diferencia do outro em questão de sistema. A ideia é que o Sine deve atender o trabalhador, mas também abrir o diálogo com o ramo empresarial. Então é uma estrutura mais moderna”, explicou o parlamentar.

Com informações da assessoria da CMG

Você pode Gostar de:

Detran|ES divulga lista de suplentes do CNH Social nesta segunda-feira (18)

O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) abrirá mais uma oportunidade para os …