Home / Polícia / Vendedor de açaí é preso em Guarapari acusado de assassinar uma jovem de 26 anos em Minas Gerais

Vendedor de açaí é preso em Guarapari acusado de assassinar uma jovem de 26 anos em Minas Gerais

Quene Pereira Jardim foi visto na Praia do Morro em Guarapari vendendo Açaí e chegou a dizer para uma pessoa na praia que veio para a cidade a pé, caminhou durante 12 dias, estava sem documento, pois havia sido roubado, era casado e pai de uma filha de 14 anos e estava há poucos dias em Guarapari e que tinha gostado muito do lugar.

Jéssica-Araújo
Foto Montagem: Vetor Norte Notícias

A história dele foi divulgada através do facebook de uma radialista da cidade. Ela ficou comovida com a história  e de alguma forma tentou ajudar este homem.  “A vida é realmente uma caixinha de surpresas…
Aproveitando o domingo de sol na praia, eu e minha amiga Andreia Trindade, resolvemos comprar um açaí desse mocinho aí..
Enquanto servia o açaí, começamos a conversar… Ele se chama Kenedy Pardin, mineiro, casado com uma filha de 14 anos,13 dias q está aqui na cidade saúde e disse q gostou muitoo daqui.

Agora detalheee, o Kenedy veio de MG a pé. Isso mesmo, a pé. Levou 12 dias pra chegar aqui. Foi roubado e hj nem um documento tem. Como veio parar aqui?? Bom, o Kenedy ta com depressão, saiu andando sem rumo e quando se deu conta, estava aqui no ES, com os pés em carne viva..
Perguntei se avisou a familia pq eles devem estar desesperados… Ele disse com lagrimas nos olhos q eles não se importam com ele.. Meu coração doeu por ver a dor estampada nos olhos dele.

Dissemos q ele certamente esta enganado e ele mais uma vez disse q não se importam.. Perguntei então, se poderia tirar uma foto dele e compartilhar na rede social pq tenho certezaaaa q estão a procura dele. Ele disse sim.

Então se vc conhece alguem da familia do Kenedy, informe q ele se encontra aqui em Guarapari, ES. E q apesar de toda tristeza instalada no seu coração, ele está com esse sorrisão e TRABALHANDO mesmo ainda com os pés machucados.
E a vc Kenedy, obrigada por dividir um pouquinho da sua historia e q vc possa encontrar a sua família e se sentir amado meu querido”, post feito pela radialista.

O que ela e ninguém sabia, era que ele, estava foragido após matar a jovem Jéssica Araújo, 26 anos com três facadas no pescoço em Lagoa Santa, Minas Gerais.  De acordo com a polícia civil, ele confessou o crime. Quene foi preso em Guarapari na manhã desta quarta-feira (21).

Jéssica-Araújo-lagoa-santa-574x1024

De acordo com o site de notícias Vetor Norte Notícias, Jéssica desapareceu no dia 28 de janeiro, quando ela saiu de uma casa noturna em Lagoa Santa. O corpo da jovem foi encontrado três dias depois na cidade de Santa Luzia, na Estrada Maravilhas, no bairro Frimisa. O crime comoveu todos os moradores da cidade.

A prisão de Quene, foi um trabalho integrado da Polícia Civil de Lagoa Santa, Delegacia de Homicídios de Santa Luzia e Delegacia de Guarapari.

Depois de saber a real identidade do vendedor de açaí, a radialista escreveu um novo texto para os seus seguidores, “Queridos amigos e seguidores, boa tarde.
No último Domingo publiquei a foto de um rapaz que encontrei na praia vendendo açaí, que me contou sua história… Comovida, tentei ajudar o rapaz da maneira que pude, compartilhando a foto em meu facebook e levando-o aos veículos de comunicação da cidade, tudo isso para que pudêssemos de alguma forma ajudar o rapaz a encontrar a família e voltar a ter sua vida normal, longe da depressão que ele me disse ter.

No entanto, hoje recebi a infeliz notícia de que ele estava na verdade foragido de sua cidade por ter cometido o atentado contra a vida de uma jovem que veio a óbito…
Venho por meio dessa postagem enviar minhas condolências à família do homem e minha eterna empatia aos familiares da vítima. Mesmo atordoada com a notícia, espero do fundo do meu coração que a justiça seja feita”.

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Câmara de Guarapari emite comunicado sobre os áudios de um suposto vereador

A câmara de Guarapari emitiu um comunicado sobre a repercussão dos áudios de um suposto …