sábado ,26 setembro 2020
Home / Geral / Suspeito de matar noiva em Anchieta é investigado por ameaça e fraude

Suspeito de matar noiva em Anchieta é investigado por ameaça e fraude

O suspeito de matar a noiva Euzineia Batista Loyla, 50 anos, em Anchieta, Alex de Almeida Barros já era investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais por estelionato e por outros crimes, com registros de lesão corporal, ameaça e perturbação na região de Caratinga.

O suspeito foi preso em Venda Nova do Imigrante e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana após receber alta do hospital no interior do Estado. Ele era procurado desde sexta-feira (21) no Espírito Santo quando a polícia cumpriu mandato de prisão contra o suspeito.

A sobrinha da vítima não tem dúvida que o noivo e o autor do crime, “não temos dúvida que foi o noivo dela”.

O corpo de Euzineia foi encontrado com sinais de estrangulamento dentro de uma piscina no sítio da família na localidade de Goembê no município de Anchieta. Euzineia era uma pessoa tranquila, amiga e querida por todos. O crime abalou os moradores do bairro Kubitschek em Guarapari, onde ela morava com os pais e tinha uma loja de roupas.

A família espera por justiça e que o caso possa ser logo solucionado para trazer um pouco de paz neste momento difícil. Quem tiver alguma informação que possa ajudar a elucidar esse caso, pode entrar em contato com o disque-denúncia:181.

Você pode Gostar de:

95 municípios podem ter de realizar segundo turno nas Eleições Municipais de 2020

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 95 municípios com mais de 200 mil …