quarta-feira ,21 outubro 2020
Home / Geral / Suspeito de matar a ex-esposa é preso em flagrante

Suspeito de matar a ex-esposa é preso em flagrante

Crime foi cometido em Anchieta. Na Delegacia Regional de Guarapari, o homem confessou.

Foto: Divulgação Polícia Civil

Um homem, de 38 anos, foi preso em flagrante no último sábado, após confessar que matou a ex-companheira a golpes de faca, no município de Anchieta, litoral sul do Estado. O crime foi cometido na noite de sexta-feira (07), na residência da vítima.

“Em depoimento, ele relatou que conviveu com a vítima por cerca de um ano e meio, e que, juntos, construíram uma casa no município de Anchieta. Mas o relacionamento terminou, eles não chegaram a um acordo com relação ao imóvel e ela ficou morando lá. Na sexta-feira a noite, ele foi até a casa novamente, e, como ela não aceitou conversar, o suspeito a esfaqueou até a morte”, relatou o delegado Jeferson Wagner, responsável pela autuação do suspeito.

Lúcia Marcia Pastor Correa foi assassinada pelo ex-companheiro que não aceitava o fim do relacionamento Foto: Rede Social

O suspeito relatou, ainda, que foi ao encontro da ex-companheira levando uma faca, escondida sob a jaqueta, já com o objetivo de feri-la caso não houvesse diálogo. Por volta das 11 horas da noite de sexta-feira, a Polícia Militar foi acionada pelo Ciodes para atender a uma ocorrência em que uma mulher tinha sido esfaqueada.

No local, os policiais encontraram a mulher, de 38 anos, já sem vida, caída no chão, e o suspeito em luta corporal com o pai da vítima, que tentou defendê-la.  O pai foi levado ao Pronto Atendimento de Anchieta, com ferimentos de faca nas mãos e no glúteo, e o suspeito, para a Delegacia Regional de Guarapari, onde relatou o crime com detalhes.

O conduzido foi autuado em flagrante pelos crimes de feminicídio consumado e tentativa de homicídio, e encaminhado ao sistema prisional.

Você pode Gostar de:

Portugal entra em situação de calamidade devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 na Europa

O agravamento da pandemia de Covid-19 fez Portugal decretar o status de “situação de calamidade” a partir …