sábado ,18 setembro 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / SP voltará à fase vermelha por 6 dias entre Natal e Ano Novo

SP voltará à fase vermelha por 6 dias entre Natal e Ano Novo

O governo de São Paulo anunciou nesta terça-feira (22) que todo o Estado ficará na Fase Vermelha do Plano São Paulo, a mais restritiva do programa de regras das medidas devido à Covid-19, entre os dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro. Nesta modalidade, só os serviços essenciais estão autorizados a funcionar no período de Natal e Ano Novo.

Segundo o governo, a região de Presidente Prudente foi reclassificada para a Fase Vermelha até o dia 7 de janeiro. Nesta data, será reanalisada a situação para nova classificação do Plano SP em todo Estado (Foto: Reprodução/Governo SP)

Segundo o governo, a região de Presidente Prudente foi reclassificada para a Fase Vermelha até o dia 7 de janeiro. Nesta data, será reanalisada a situação para nova classificação do Plano SP em todo Estado. Na região que retornou ao vermlho, a ocupação de leitos estaria em 83%.

“É com esse espírito que temos que finalizar esse ano colocando a mão na nossa consciência e entendo que, infelizmente esse ano, entre o Natal e Ano Novo, não estamos em um momento de festas”, disse a secretária do Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

O governo anunciou também que nenhuma região do Estado será reclassificada para Fase Verde, a mais moderada do plano, em janeiro.

“Nesse momento, entendemos que essas são as medidas que precisavam serem tomadas para diminuir a velocidade de transmissão do vírus e diminuir as perdas ocasionadas pelo vírus”, afirmou Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência do governo.

O coornador executivo do Centro de Contigência, João Gabbardo, disse que o Estado está “tomando medidas duras” e que mesmo sabendo do “sacrifício” que todos estão fazendo, é necessário “optar pela segurança”.

“Essas medidas que estamos tomando são medidas duras. Nenhum de nós aqui gosta de tomar medidas duras. A gente sabe o sacrifício que todos estão fazendo, a gente sabe o sacrifício que setores da economia têm enfrentado nesse período. Mas nós temos que fazer a opção pela segurança, por não corrermos riscos. Mesmo com esses dados que foram mostrados, não podemos correr o risco de dentro de 4 semanas estarem com esses indicadores que a Europa apresenta nesse momento”, afirmou.

Segundo o governo, nas últimas quatro semanas houve aumento de 54% de casos, 34% de óbitos e 13% de internação em São Paulo. Até o momento, são mais de 1,3 milhão de diagnósticos e 45.395 mortes por Covid-19.

Fonte: Yahoo

Você pode Gostar de:

Risco Baixo nos 78 municípios do Espírito Santo

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (10), o 72º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência desta segunda-feira (13) até o próximo domingo (19).