terça-feira ,10 dezembro 2019
Home / Geral / Sesa apresenta proposta do Programa Melhor em Casa aos municípios prioritários

Sesa apresenta proposta do Programa Melhor em Casa aos municípios prioritários

Em reunião na tarde da última quinta-feira (28), a Secretaria da Saúde (Sesa) apresentou as propostas do Estado aos representantes dos municípios selecionados como prioritários para compor o Programa Melhor em Casa no Espírito Santo.

Foram selecionados para esta primeira etapa os municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória, que aceitaram a proposta e irão implementar as primeiras dez equipes do programa.

Segundo o subsecretário de Regulação e de Organização da Atenção à Saúde, Gleikson Barbosa, o objetivo é poder, no futuro, ter o Programa em todas as regiões do Estado.

“Queremos utilizar o recurso público da melhor forma possível, e à medida que fomos implementando nesses municípios prioritários, que foram selecionados de acordo com aspectos específicos, iremos realizar em todas as regiões. Será um avanço muito grande”, explicou.

Para escolha dos sete municípios, foram levados em consideração aspectos como maior concentração hospitalar, de Unidades de Pronto Atendimentos e Pronto Atendimento municipal, além de serviços como SAMU 192 e/ou similares e Farmácia Cidadã Estadual.

Serra, Vila Velha e Vitória terão duas equipes e os demais uma equipe, que será formada por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas ou assistentes sociais e técnicos ou auxiliares de enfermagem.

 

Programa Melhor em Casa

O Melhor em Casa é um programa do Ministério da Saúde cuja finalidade é melhorar e ampliar a assistência no Sistema Único de Saúde (SUS) a pacientes com agravos de saúde que possam receber atendimento humanizado, em casa, e perto da família.

No Espírito Santo, o projeto de implantação do Melhor em Casa é uma das prioridades do governo na área da saúde e acompanhado diretamente pelo governador Renato Casagrande e pelo secretário de Estado da saúde, Nésio Fernandes.

O Estado pretende estimular os municípios a fazerem a adesão, garantindo a eles o financiamento até o momento que o Ministério da Saúde fizer o repasse do recurso federal. Além disso, segundo explica a gerente do projeto prioritário Melhor em Casa da Sesa, Fabíola Rios, o programa irá gerar economia à gestão municipal e hospitalar.

“A gestão integrada entre município e Estado, com a desospitalização que o programa propõe, irá gerar uma economia para os dois entes, otimizando o uso do leito e melhorando o acesso do paciente”, disse.

Você pode Gostar de:

Serralheiro tem carro furtado em Guarapari

Um Gol quadrado, cor prata, ano 1991, placa LJM9D64 foi roubado nesta madrugada de segunda-feira …