terça-feira ,13 abril 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / Prefeito de Barra de São Francisco vai vai sortear leitoa, cabrito e bezerro para quem usar máscara

Prefeito de Barra de São Francisco vai vai sortear leitoa, cabrito e bezerro para quem usar máscara

Na tentativa de incentivar os moradores a usarem máscaras nas ruas da cidade, o prefeito de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo, vai realizar sorteios de leitoas, cabritos e até bezerro.

O município fica localizado no Noroeste do Espírito Santo Foto: Divulgação

Poderão concorrer aos prêmios quem estiver utilizando máscara, recurso indispensável no combate à pandemia do coronavírus.

A iniciativa do prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD) surgiu devido aos números alarmantes de contaminados pela Covid-19 e a pouca adesão da população ao uso da máscara por quem precisa sair nas ruas da cidade.

Barra de São Francisco é, atualmente, um dos epicentros da proliferação da variante britânica do coronavírus no Espírito Santo, junto com Piúma, no Sul do estado, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Com 45 mil habitantes, o município possui 3.494 casos confirmados de contaminados pelo coronavírus.

Devido à presença da variante inglesa, considerada mais agressiva ao organismo e também com maior transmissibilidade, o número de óbitos registrados cresceu mais de 500% entre fevereiro e março. Já são 126 mortes em decorrência da doença no município.

Na última sexta-feira (2), um centro de atendimento a pacientes com Covid-19 foi inaugurado pela prefeitura. A cidade também aumentou as medidas restritivas e decretou toque de recolher para conter o avanço de casos.

Com informações do G1

Você pode Gostar de:

Mãe e padrasto são presos e indiciados pela morte do menino Henry

Mãe e padrasto são presos e indiciados pela morte do menino Henry

O delegado Henrique Damasceno, responsável pela investigação da morte do menino Henry Borel, afirmou nesta quinta-feira (8) ter certeza de que o vereador Dr. Jairinho foi o autor das agressões que mataram o menino e de que a mãe dele, Monique Medeiros, foi conivente.