terça-feira ,20 outubro 2020
Home / Noticias do Mundo / Portugal entra em situação de calamidade devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 na Europa

Portugal entra em situação de calamidade devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 na Europa

O agravamento da pandemia de Covid-19 fez Portugal decretar o status de “situação de calamidade” a partir da 0h desta quinta-feira (15). Com a decisão, o país passa a adotar medidas mais rígidas de isolamento social para conter o avanço do Sars-Cov-2 em seu território.

A decisão não é isolada: outros países europeus também impuseram novas regras para tentar conter uma segunda onda de infecções. Entre eles está a França, que anunciou o restabelecimento do estado de emergência a partir de sábado (17).

Segundo informações do jornal “Público”, o governo português passará a exigir máscara na rua e limitar as aglomerações em cinco pessoas em lojas, restaurantes e vias públicas. Nos casamentos e outras celebrações pessoais, serão permitidos até 50 convidados. A situação de calamidade será mantida por pelo menos 15 dias após a quinta-feira.

“Infelizmente, Portugal não é exceção, e podemos classificar a evolução da pandemia no nosso país como uma evolução grave”, declarou o primeiro-ministro António Costa, em Lisboa.

Outras medidas

  • Serão proibidas todas as festas universitárias e cerimônias para recepção de novos alunos nas instituições de ensino;
  • As ações de fiscalização serão reforçadas pelas forças de segurança para assegurar o cumprimento das novas regras;
  • A multa aplicada em caso de descumprimento das regras poderá ser de até 10 mil euros.

    Situação da pandemia em Portugal

    Até esta quarta-feira (14), Portugal registrava 89.121 casos confirmados e 2.110 mortes, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Na terça-feira (13) foram 1,2 mil casos, sendo que o recorde de casos confirmados ocorreu na semana anterior, quando foram registrados 1.646 casos.

    Mesmo com o avanço no total de infectados, o número de mortes não atingiu patamares perto do recorde. Na terça-feira foram 16 mortes, sendo que o recorde de foi em 3 de abril, quando foram contabilizados 37 óbitos.

    Fonte: G1

Você pode Gostar de:

Proibido colocar propagandas eleitorais às margens da BR-101

O período eleitoral chegou e as propagandas eleitorais começaram a aparecer em todo lugar. A …