sexta-feira ,18 outubro 2019
Home / Polícia / Policial civil e filhos de vereador são presos em Guarapari suspeitos de tráfico de drogas

Policial civil e filhos de vereador são presos em Guarapari suspeitos de tráfico de drogas

Foto: Tell Miranda
Foto: Tell Miranda

Sete pessoas foram presas, na manhã desta sexta-feira (09), durante uma operação conjunta das polícias Civil e Militar em Guarapari, com o objetivo de investigar o tráfico de drogas no município. Entre os detidos estão um policial civil, o filho dele e dois filhos de um vereador de Guarapari, que também atua como policial civil.

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), as investigações, iniciadas em abril deste ano, apontaram que o policial civil José Loureiro Filho, conhecido como Riquinho, estava participando do tráfico de drogas junto com seu filho, Lucas de Souza Loureiro. Os dois foram presos nesta sexta, durante a Operação Triângulo das Bermudas.

Também foram detidos na mesma operação Breno Muniz Ferreira e Jorge Figueiredo Junior. Os dois são filhos do vereador e também policial civil Jorge Figueiredo (PROS).  De acordo com a mãe de Breno e Jorge, eles não são traficantes e acredita em perseguição política, já que o marido dela, tenta a reeleição para a câmara municipal de Guarapari. “Recebemos a notícia como sendo uma forma de perseguição política para prejudicar o meu marido.Meus filhos não são traficantes”, disse.

Os outros presos na operação foram Brunela Rosa Campos, Miqueias Sedano Ferreira e Filadelpho de Souza Neto. Segundo a polícia, todos foram autuados por tráfico de drogas.

De acordo com a Sesp, o policial detido foi entregue à Corregedoria da Polícia Civil e conduzido até Vila Velha, onde ficará preso e à disposição da Justiça. Já os demais presos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarapari.

A Operação Triângulo das Bermudas foi realizada por policiais civis da 5ª Delegacia Regional de Guarapari, com o apoio da Polícia Militar. Durante a ação, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão temporária.

De acordo com a delegada Chefe da Delegacia de Guarapari, Maria da Glória Pessotti, não existe nenhum tipo de perseguição política em relação à prisão de dois filhos de um vereador. ” Não existe perseguição, nós temos provas técnicas que comprovam a participação deles”.

Ela disse ainda que as prisões coincidiram com o período eleitoral. Jorge Figueiredo Junior, o Juninho, já foi detido outras vezes e o seu irmão, Breno Muniz Ferreira foi detido pela primeira vez.

Em relação ao pai de Juninho e Breno, o candidato à reeleição e atual vereador, Jorge Figueiredo (Pros), ela disse que ele é um policial civil que vem cumprindo rigorosamente as suas funções.

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Câmara apresenta resultados do segundo quadrimestre de 2019

Comprometida em retribuir a confiança do cidadão guarapariense a atual gestão da Câmara Municipal de …