sexta-feira ,30 julho 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / Nicette Bruno morre após complicações de covid

Nicette Bruno morre após complicações de covid

Nicette Bruno morreu neste domingo (20), aos 87 anos, por complicações causadas pela covid-19. Ela estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na Casa de Saúde São José, no Humaitá, zona sul do Rio de Janeiro. A informação da morte foi confirmada pelo hospital por volta das 13h20.

A atriz morreu aos 87 anos (Foto: Reprodução/Globo)

A atriz foi internada no dia 26 de novembro, após ser diagnosticada com Covid-19. Na ocasião, Beth Goulart, que é filha dela, afirmou que a veterana foi levada para o CTI, mas ainda apresentava um quadro estável. A piora significativa só aconteceu na terça-feira (1º de dezembro), quando a atriz precisou ser sedada e entubada.

Em um vídeo publicado no Instagram, Beth Goulart pediu para os seguidores enviarem energia positiva. “Vamos orar todos os dias até ela estar recuperada com saúde, sorrindo, com a sua energia de alegria, de luz e de vida, que ela sempre teve e vai continuar tendo”, disse a atriz, esperançosa. Famosos e anônimos enviaram mensagens e prometeram fazer uma corrente de oração.

Além de Beth Goulart, 59, Nicette é mãe de Bárbara Bruno, 64, e Paulo Goulart Filho, 55. O marido dela, Paulo Goulart, morreu em 2014, após complicações de um câncer renal. Na ocasião, a família sofreu muito e Nicette chegou a dizer que tinha certeza que um dia o encontraria novamente.

”Eu e Paulo tínhamos uma afinidade cênica muito grande. Tanto que nos conhecemos em cena, né? Trabalhar juntos era muito bom, porque tínhamos a mesma seriedade, sabíamos separar a nossa relação. Quando estávamos em cena, éramos personagens, não a nossa individualidade”, descreveu Nicette ao Memória Globo.

A morte de Goulart incentivou Nicette a fazer o primeiro monólogo de sua carreira, “Perdas e ganhos”, em 2014, a partir de texto da escritora gaúcha Lya Luft. A direção e adaptação da peça que rodou capitais era da filha, Beth.

“Estou feliz porque é para o Paulo. É uma homenagem a ele. Sabe, o teatro é o maior momento da minha existência. Foi nele que estreei aos 14 anos, foi nele que me casei, foi nele que experimentei o surgir dos meus filhos na profissão e foi nele que tive o momento mais doloroso da minha vida, a despedida do Paulo. A despedida foi no Teatro Municipal de São Paulo (onde o corpo do ator foi velado). Agora é também no palco que estou compartilhando um momento tão singular da minha vida. De verdade “, contou ao “Jornal O Globo” na época da estreia.

Fonte: Yahoo

Você pode Gostar de:

Mulher abraçou o marido para o amante matar em Castelo

Uma mulher abraçou o marido para que o amante o estrangulasse. O crime aconteceu em …