sexta-feira ,22 fevereiro 2019
Home / Geral / Mulher quebra braço após cair em ponte de Guarapari

Mulher quebra braço após cair em ponte de Guarapari

Ela pretende acionar a justiça contra a prefeitura de Guarapari pelos danos causados após a queda e a fratura.

Vanusa Vieira Viana, aguardando o socorro na Ponte de Perocão em Guarapari

A moradora do bairro Perocão, Vanusa Vieira Viana, 40 anos, escorregou, caiu e quebrou o braço após passar na Ponte de Perocão em Guarapari, na noite de quinta-feira (6), por volta das 21h30, “estava voltando pra casa, e escorreguei na descida da ponte, me apoiei, cai no chão, bati o braço e quebrei meu punho”, relata.

Na queda, ela quebrou o punho e teve que ser levada para a UPA e depois encaminhada para o Hospital Estadual Antônio Bezerra de Farias, em Vila Velha

De acordo com Vanusa, ela voltava para casa acompanhada do marido, quando aconteceu o acidente, “Senti muita dor na hora”.

Ela informou que a ponte foi interditada, mas até agora, apesar de vários acidentes com idosos e até crianças, nada foi feito, ”ali deveria ter um piso, que protegesse qualquer pessoa, de tomar uma queda, vive caindo gente naquela ponte”.

Segundo Vanusa, uma saída com o marido para comer um churrasquinho, se transformou em uma grande dor de cabeça, pois ela passou parte da madrugada em um hospital em Vila Velha, “depois da queda, fui socorrida pelo Samu, levada para a UPA de Guarapari, fui medicada e depois fui encaminhada em uma ambulância para o Hospital Antônio Bezerra de Farias”.

Vanusa informou que chegou em casa, às 3h da manhã desta sexta-feira (7), “o médico perguntou seu eu queria ficar internada para fazer uma cirurgia ou colocar o braço no lugar? Como tinha muita gente, deixei que eles puxaram meu braço, para colocar no lugar e depois engessar”.

Vanusa, vai ficar durante 40 dias com o gesso, mas terá que ir uma vez por semana em Vila Velha, para verificar, se será necessário ou não fazer uma cirurgia após a retirada do gesso

Ela informou que vai ficar com gesso durante 40 dias, mas vai ter que ir uma vez por semana ao hospital para fazer exames, ”para ver se precisa operar, ou se o osso vai voltar para o lugar. Vou retornar na quinta-feira da semana que vem, para fazer uma avaliação”.

A vítima espera que algo seja feito urgente na ponte, para evitar novos acidentes, e disse que pretende entrar com uma ação de indenização por danos morais contra a prefeitura de Guarapari.

OUTRO LADO

“A Secretaria de Obras esclarece que já havia interditado o local dado o risco. Entretanto, alguns moradores romperam a interdição feita pela Defesa Civil.
Uma nova interdição será realizada e a empresa responsável pela obra será acionada”.

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Moto apreendida no Centro de Guarapari

Uma moto foi apreendida pela Polícia Militar no início da tarde desta quinta-feira (14), por …