terça-feira ,22 setembro 2020
Home / Geral / Jovem negra é acusada de roubar o próprio celular e mostra conversa para provar inocência

Jovem negra é acusada de roubar o próprio celular e mostra conversa para provar inocência

Uma jovem negra de 21 anos estava voltando para casa em Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, quando foi abordada por policiais militares. Eles a acusavam de roubar o celular que estava segurando.

Jovem de 21 anos teve de mostrar o cachepot que faz para vender e conseguir dinheiro (Foto: Reprodução/ TV Globo)

O pai da vítima, Matheus Barros, fez a denúncia em um vídeo nas redes sociais. O homem, que é pastor, afirmou que o celular pertencia a ela e que ela teve de mostrar conversas com ele para provar que o aparelho era dela.

“Eu pensei, quando ela me contou tudo isso, com uma revolta: eu vou no batalhão, eu vou falar. A questão toda é que existe corporativismo que não vai fazer com que isso ecoe muito longe”, explicou. Matheus Barros gravou o vídeo com o objetivo de relatar o caso e amplificar o que a filha passou.

“É uma vergonha. Que deus tenha misericórdia de nós, mas também tenha misericórdia de pessoas que têm essa mentalidade”, disse. Matheus relatou que a menina chegava na comunidade do Caroeira quando foi abordada pelos policiais.

O caso aconteceu na última segunda-feira, 2, e segundo informações do G1, a Polícia Militar abriu uma sindicância para apurar o caso.

Ao G1, Matheus Barros contou que a filha ficou muito abalada com a situação. “Eles perguntaram ‘de quem você roubou esse telefone? Ai ela precisou abrir conversas no telefone e mostrar conversas minhas, a nota, o recibo, o código de rastreio. E eles continuaram a duvidar e perguntaram pra ela com que dinheiro ela ia pagar. Ela tirou um cachepot da bolsa e mostrou que faz pra vender”, disse o pai, referindo-se um recipiente para plantas.

Ele ainda revelou que os policiais a deixaram ir depois de outras pessoas chegarem ao local.

Ao G1, A PM afirmou que a corporação não compactua desvios de conduta de seus membros e pune com máximo rigor. “Sobre o referido episódio, o comando do 11º BPM (Friburgo), assim que tomou conhecimento dos vídeos, determinou imediatamente a instauração de um procedimento para apurar as circunstâncias do fato.

Fonte: Yahoo

Você pode Gostar de:

Polícia intercepta carta com veneno letal enviada à Casa Branca

Investigadores dos EUA interceptaram um envelope endereçado à Casa Branca que continha uma substância identificada …