Home / Geral / Irmãos são apontados como autores de roubos em Guarapari e em Cariacica

Irmãos são apontados como autores de roubos em Guarapari e em Cariacica

Dois irmãos são apontados como suspeitos de praticarem vários roubos e uma tentativa de latrocínio nos municípios de Guarapari e Cariacica. As investigações estão sendo conduzidas pela Delegacia Especializada de Investigações Criminais de Guarapari.
Delegacia Regional de Guarapari, na Praia do Morro.

Segundo o responsável pelo Deic, delegado Guilherme Eugênio, a Delegacia investiga uma série de roubos na região e uma tentativa de latrocínio, todos ocorridos em Guarapari.

Delegado Guilherme Eugênio, responsável pelo Deic de Guarapari.
“Esses crimes tinham uma particularidade: descobrimos que os autores dos roubos foram oferecer os objetos roubados aos traficantes da região e, esses decidiram roubar os produtos dos autores. É que os traficantes entenderam que os ladrões vinham roubando no bairro, fato que viola as ‘leis do crime’”, detalhou. 
Durante as investigações, os policiais chegaram até os irmãos de 21 e 19 anos, apontados como autores dos roubos.
“Em julho do ano passado, os suspeitos estavam em um veículo roubado quando tentaram efetuar o roubo de uma moto em Cariacica e foram presos, em flagrante, por policiais militares. Eles foram encaminhados à delegacia e, a partir de então, passaram a ser apontados como os possíveis autores dos roubos”, informou. 
Para praticarem os delitos, os irmãos utilizavam uma arma de fogo.
“Conforme o que foi apurado, em junho eles roubaram uma motocicleta em São Gabriel, na zona rural de Guarapari. Eles efetuaram disparos de arma de fogo contra uma pessoa no meio da rua, após subtraírem o celular dela. Já no fim do mês, eles subtraíram o carro no qual foram presos por policiais militares no momento em que tentavam roubar outra motocicleta”, relatou o delegado.
Foto ilustrativa/internet.

Os irmãos responderão por cinco roubos duplamente majorados e uma tentativa de latrocínio. Os mandados de prisão foram cumpridos no Centro de Detenção Provisória de Vila Velha (CDPVV), onde eles permanecem à disposição da Justiça.

Você pode Gostar de:

Mortos em casa e cadáveres nas ruas: o colapso funerário causado pelo coronavírus no Equador

Ao redor do mundo, milhares de imagens de cidades vazias e hospitais em colapso por …