quinta-feira ,15 abril 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / Estudante de fisioterapia aceita ajuda para trocar pneu e é encontrada morta

Estudante de fisioterapia aceita ajuda para trocar pneu e é encontrada morta

A jovem de 19 anos, aceitou ajuda de um homem após sair da academia e perceber que o pneu do seu carro estava murcho. O homem foi detido depois, através das imagens de uma câmera de segurança.

A jovem aceitou a ajuda de um homem após perceber que o pneu do carro dela estava murcho, assim que deixou a academia Foto: Rede Social

O corpo da estudante de fisioterapia, Mariana Forti Bazza, 19 anos foi encontrado na manhã desta quarta-feira (25) em um canavial no município de Iacanga, na manhã desta quarta-feira (25).

O município onde a estudante foi localizada fica a cerca de 75 km da cidade de Bariri, no interior de São Paulo, onde ela havia desaparecido após aceitar ajuda para trocar o pneu de seu carro, na manhã de terça-feira (24).

Desaparecimento

A jovem havia desaparecido logo depois de sair da academia onde frequentava e perceber que o pneu de seu veículo estava murcho. Um homem ofereceu ajuda para a estudante, que aceitou. Depois disso, ficou sumida por mais de 24 horas.

A estudante Mariana Forti Bazza, tinha apenas 19 anos e era estudante de fisioterapia Foto: Rede Social

O homem que aparece em imagens de câmera de segurança supostamente ajudando Mariana a trocar o pneu do carro, foi detido pela polícia. Ele que falou para os policiais que a jovem estava morta e disse onde o corpo estava localizado.

Uma amiga da jovem usou a rede social para fazer um desabafo, “inacreditável, a notícia que tanto recusamos a acreditar, que um monstro, maníaco, psicopata, colocou fim aos seus sonhos, em sua vida, de uma maneira cruel”, diz parte do post.

Fonte: Portal R7

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Filas enormes na reabertura das casas lotéricas em Guarapari

O dia amanheceu com muitas filas na reabertura das casas lotéricas em Guarapari. Na lotérica da Joaquim da Silva Lima no Centro da cidade, muitos clientes tiveram que ficar dentro das galerias para se proteger da chuva.