• canal tempo real no youtube
Home / Geral / Estado recebe mais 96.050 doses de vacinas contra a Covid-19

Estado recebe mais 96.050 doses de vacinas contra a Covid-19

O Espírito Santo recebeu no início da madrugada desta sexta-feira (14) mais 96.050 doses de vacinas para a Campanha de Vacinação contra o novo Coronavírus (Covid-19). São 43.800 doses da Coronavac (Sinovac/Butantan) e 52.250 doses da Covishield (Oxford/Fiocruz), pertencentes à continuação da 19ª remessa do Ministério da Saúde.

Os imunizantes foram encaminhados à Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria da Saúde (Sesa) para cadastramento. A distribuição aos municípios da Região Metropolitana e para as regionais de saúde Norte, Sul e Central acontecerá ao longo desta sexta-feira (14).

Além disso, o Estado recebeu na manhã desta sexta-feira (14), mais 21.400 doses da Coronavac (Sinovac/Butantan) que serão acrescidas à 19ª remessa. Os imunizantes serão destinados à aplicação de segunda dose da população que se encontra com esquema vacinal superior a 28 dias. A distribuição destas doses acontecerá na tarde desta sexta-feira.

O subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, falou sobre o cenário da vacinação capixaba contra a Covid-19. Confira o vídeo neste link.

Distribuição remessa 19ª

Para as doses que chegaram nesta madrugada, o Estado fará o envio de primeiras doses para dar continuidade à vacinação de pessoas com comorbidades, do grupo de forças de segurança e salvamento e dos trabalhadores da educação, com doses da Covishield.

Para as segundas doses serão destinadas imunizantes da Coronavac para público de 70 a 74 anos, 65 a 69 anos e trabalhadores da saúde que se encontram com esquema de vacinação superior a 28 dias.

Escassez de doses da Coronavac

Vale ressaltar que o Brasil vive em um cenário de escassez de doses da vacina Coronovac, devido ao desabastecimento do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) pelo Instituto Butantan, o que acarretou no comprometimento da distribuição das segundas doses em todo território brasileiro, inclusive no Espírito Santo.

Até o último dia 06 de maio, 87.749 pessoas estavam no grupo que se encontrava em período de 28 dias completados da primeira dose e aptas a completarem o esquema vacinal contra a Covid-19 com a aplicação da D2. A Secretaria da Saúde vem trabalhando para atualização dos dados e esclarece que a vacinação do público-alvo que já aguarda a D2 depende da distribuição do Ministério da Saúde.

A orientação à população que se encontra com esquema para a segunda dose superior de 28 dias, aguarde o anuncio da chegada de novas doses e o agendamento que cada cidade irá realizar.

Vacinação de gestantes e puérperas

O Espírito Santo continuará a suspensão de vacinação às gestantes e puérperas com doses da Covishield (Oxford/Fiocruz), também conhecida como AstraZeneca. Grávidas e puérperas com e sem comorbidades passarão a receber doses da vacina Pfizer/BioNTech. A continuidade da vacinação ocorrerá de maneira regionalizada.

Em relação ao cumprimento do esquema vacinal deste grupo que já foi vacinado com a D1 da AstraZeneca/Fiocruz, a Secretaria da Saúde aguarda orientações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e definições oficiais do Ministério da Saúde.

Como acontecerá a vacinação de gestantes e puérperas

Anteriormente destinadas à Capital, Vitória, as doses da Pfizer/ BioNTech passarão a atender o público de gestantes e puérperas capixabas.

Foram definidas 14 cidades para receber as doses: Aracruz, Cachoeiro De Itapemirim, Cariacica, Colatina, Guaçuí, Guarapari,  Linhares, Santa Teresa, São Mateus, Serra, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Velha e Vitoria. A distribuição acontecerá ao longo desta sexta-feira (14). Em relação à Região Sul de Saúde, as doses serão encaminhadas primeiramente à Regional e, após levantamento do quantitativo do público, serão encaminhadas a Cachoeiro de Itapemirim e a Guaçuí.

A organização da vacinação deste público será das gestões municipais, com articulação entre as cidades polos. A orientação, por parte da Secretaria da Saúde é que sejam feitas estratégias mistas, com a participação de equipes volantes nos demais territórios ou levando-as aos pontos de vacinação das cidades definidas.

A logística de distribuição se deve às especificidades do imunizante, em especial ao seu armazenamento e manejo. Além disso, profissionais dos municípios selecionados participaram de capacitações com equipe estadual para aprendizagem das técnicas utilizadas para aplicação da Pfizer.

De acordo com orientações do Programa Nacional de Imunizações, as doses da Pfizer devem ser armazenadas: 1) no máximo cinco dias à temperatura de +2°C a +8°C; 2) até 14 dias à temperatura de -25°C à -15°C; ou 3) durante toda a validade (seis meses) em freezer de ultra baixa temperatura (-80°C à-60°C).

Você pode Gostar de:

Governo do Espírito Santo divulga 59º Mapa de Risco Covid-19

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (11), o 59º Mapa de Risco Covid-19, que …