quinta-feira ,23 setembro 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / Duplicação da BR-101 é concluída entre Viana e Guarapari

Duplicação da BR-101 é concluída entre Viana e Guarapari

As obras contaram com investimentos na ordem de R$150 milhões e geraram, em média, 400 novos postos de trabalho, diretos e indiretos.

A Eco101 libera para o tráfego, nesta quinta-feira (15), os últimos 4,3 quilômetros de duplicação na BR-101/ES/BA, totalizando os 30 quilômetros que fazem parte das obras nos municípios de Viana, Vila Velha e Guarapari. As intervenções contam com investimentos na ordem de R$150 milhões e geraram, em média, 400 novos postos de trabalho, diretos e indiretos.

Nos novos trechos, que ficam entre os quilômetros 308 e 311, e entre o 312,7 e o km 314, respectivamente, localizados entre os municípios de Viana e Vila Velha, foram finalizadas as obras de duplicação das pistas, o pavimento, o reforço e alargamento de uma ponte, a implantação de elementos de segurança e encaixes com a pista existente.

De acordo com o diretor-superintendente da Eco101, Júlio Amorim, toda a extensão do trecho conta agora com pista duplicada, sendo duas faixas de tráfego e acostamento para cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de segurança de concreto. Durante os serviços, foram realizadas readequações da geometria da via para garantir mais segurança viária aos usuários.

“A duplicação neste trecho contou com um grande desafio que foi a heterogeneidade geológica da região. Nestes últimos quilômetros, três trechos precisaram receber soluções específicas, que foram realizadas em ritmo controlado para que se efetivasse a estabilização do solo. Outro ponto de destaque foi o reforço e alargamento da ponte existente sobre o rio Jucu, que conta agora com estrutura adequada, barreiras de segurança e acostamento”, explicou o diretor.

Cronograma de entregas

Além deste trecho, a concessionária está executando as obras de duplicação de 22 quilômetros entre Guarapari e Anchieta, onde serão construídos dois viadutos e quatro pontes ao longo do trecho, além da recuperação e alargamento de mais quatro pontes existentes. Todo trecho deve ser entregue até dezembro de 2022, contando com liberações de pequenos trechos previstas até o final deste ano.

Outras obras de ampliação que devem ser concluídas em 2022 são as interseções do tipo diamante nos km 293,0 e km 293,8, com a construção de dois viadutos e vias marginais para eliminar dois cruzamentos em nível em Cariacica, trazendo mais segurança num trecho com alto volume de tráfego na grande Vitória.

Até o momento, foram realizadas as duplicações, além de Viana a Guarapari (30 quilômetros), nos municípios de Anchieta (2,5 quilômetros), Ibiraçu (4,5 quilômetros), João Neiva (2,7 quilômetros), e o Contorno de Iconha (7,8 quilômetros).

Além das duplicações, foram entregues 19 passarelas, três novos viadutos (dois, que fazem parte das obras nos municípios de Viana, Vila Velha e Guarapari (Viaduto de Guarapari e Amarelos) e o viaduto localizado no km 305 da BR-101, que faz interseção com a BR-262)

Somando-se a esses três viadutos (km 335, km 321 e km 305), que fazem parte das obras de duplicação de Viana a Guarapari, outras três estruturas foram construídas e liberadas ao tráfego pela concessionária, totalizando seis novos viadutos no trecho sul da BR-101/ES/BA. Estes últimos localizados nos km 298, 298,5 e 302, em Viana.

Investimentos

Desde que assumiu a concessão, a Eco101 investiu na BR-101/ES/BA R$ 1,9 bilhão em obras de modernização, melhorias e ampliação e serviços operacionais. Esses recursos foram aplicados no recapeamento da estrada existente, na recuperação de dispositivos de drenagem, na construção de 12 bases de atendimento aos usuários (todas com ambulância e guinchos), na reforma de seis postos e três delegacias para a PRF, no nivelamento de 100% da rodovia, na recuperação de sinalização horizontal e na substituição de 15 mil placas de sinalização.

Você pode Gostar de:

Empresário morto em queda de avião já foi proprietário de fazenda com 28 escravos na BA

O empresário Celso Silveira Mello Filho, morto na queda do avião com outras 6 vítimas em …