sexta-feira ,14 maio 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / Covid-19: governo de São Paulo coloca todo o estado na fase amarela

Covid-19: governo de São Paulo coloca todo o estado na fase amarela

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou o recuo na flexibilização e anunciou que 100% das regiões do estado retornam à Fase Amarela do Plano São Paulo, programa de regras das medidas restritivas devido à Covid-19.

(Foto: Roberto Casimiro/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)

“Com o claro aumento da instabilidade da pandemia, o governo e Centro de Contingência do Coronavírus decidiram que 100% das regiões do estado vão retornar à fase amarela”, anunciou Doria, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, nesta segunda-feira (30).

retrocesso de fase já era esperado e havia sido adiantado na manhã desta segunda. A vigência da nova fase começa a partir do dia 2 de dezembro.

Na configuração do Plano São Paulo, 6 das 16 regiões do estado estavam na Fase Verde, uma das mais flexíveis com relação às medidas de restrição e fechamentos. Até então, 76% da população estavam em regiões de fase verde.

Agora, todas elas passarão à Fase Amarela e que prevê ações mais rígidas com focos em bares, restaurantes e cinemas. Essa situação só deve ser revista no dia 4 de janeiro de 2021.

Na nova atualização do Plano São Paulo, todas as regiões estarão na fase Amarela. (Foto: Reprodução/YouTube)

Nas novas regras, os estabelecimentos deverão ter lotação máxima de até 40%; poderão ficar abertos, no máximo, 10 horas por dia; e não poderão funcionar além das 22 horas. Os eventos com públicos em pé também estão novamente proibidos.

Até então, o discurso das autoridades do governo estadual era de cautela nas ações de enfrentamento, alegando a necessidade de ganhar tempo para interpretar os dados represados devido a uma pane no sistema do governo federal.

Na semana passada, o coordenador-executivo do Centro de Contigência do Coronavírus, João Gabbardo, afirmou que o comitê enviou ao governo uma série de recomendações para aumento das restrições contra a pandemia.

Entretanto, ainda de acordo com ele, a decisão do governo Doria foi de esperar até segunda-feira (30) para que sejam adotadas ou anunciadas quaisquer alterações a respeito do Plano São Paulo.

A decisão de adiar para o dia 30 de novembro — um dia após o segundo turno das eleições municipais, vencidas pelo atual prefeito Bruno Covas (PSDB) — a revisão do Plano São Paulo foi anunciada na semana passada.

No mesmo dia, o governo Doria reconheceu um aumento de 18% na média de internações de pacientes com Covid-19 no estado. A capital paulista registrou aumentos acima de 20% nas internações em leitos municipais de enfermaria e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por pacientes infectados pela Covid-19 na comparação dos últimos 15 dias.

O adiamento foi justificado por uma falha no sistema que compila os dados de Covid-19 do Ministério da Saúde, ocorrida há duas semanas. Na semana passada, por conta dos problemas nos servidores do governo federal, o estado de São Paulo ficou cinco dias sem divulgar boletins com números de casos e óbitos por novo coronavírus.

Fonte: Yahoo

Você pode Gostar de:

Aulas da Rede Pública Municipal de Guarapari continuam em formato remoto

A Prefeitura Municipal de Guarapari, por meio da Secretaria de Educação (Semed), informa que as aulas na Rede Pública Municipal de Ensino continuam em formato remoto, não havendo retorno presencial neste momento.