sábado ,21 setembro 2019
Home / Esporte / Copa do Brasil: Inter vence o Cruzeiro por 3×0 e garante vaga na final

Copa do Brasil: Inter vence o Cruzeiro por 3×0 e garante vaga na final

O ônibus do Inter mal desponta no pátio do Beira-Rio e já some de vista, envolto em um mar vermelho. Uma semana após amargar a queda na Libertadores, a torcida abraça o elenco com um voto de confiança em forma de fumaça, sinalizadores e gritos de guerra no tradicional “Ruas de Fogo”. A resposta veio com vaga na final da Copa do Brasil, carimbada por uma atuação de gala.

D’Alessandro e Guerrero vibram com gols — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação, Inter

Após vencer o jogo de ida por 1 a 0 no Mineirão, o Inter precisava apenas de um empate para avançar à decisão. Mas a equipe fez mais – bem mais – e sobrou ao construir com autoridade e quase sem sustos uma vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro, nesta quarta-feira, no Beira-Rio.

O placar agregado de 4 a 0 é a prova viva da supremacia colorada durante quase todos os 180 minutos das duas partidas da semifinal. E serve para relegar de vez ao passado a eliminação para o Flamengo nas quartas de final da Libertadores, uma semana atrás.

O Inter volta a disputar uma final de Copa do Brasil depois de uma década com ânimo e confiança resgatados para enfrentar o Athletico nos dois duelos da decisão, em 11 e 18 de setembro. Tudo graças a um jogo perfeito em termos táticos, técnicos e de postura. Mais uma amostra de que a equipe está tarimbada e pronta para fazer – e vencer – enfrentamentos deste porte.

– Buscamos tecnicamente esta recuperação. Este é o caminho para conquistar. Agora, temos a oportunidade do título. O torcedor pode ter certeza que este grupo, com qualidade e comprometimento, dará mais do que seu máximo para buscar este título. O Inter joga como campeão todos os jogos desde que estou aqui – diz o técnico Odair Hellmann.

Entrada de Nico e time mais agressivo

Após encerrar o jejum de 24 jogos sem gols na vitória por 3 a 2 sobre o Botafogo, Nico López cavou seu retorno ao time para a decisão. Com o uruguaio entre os titulares, o Inter teve postura agressiva nos primeiros minutos, fruto da leitura de jogo de Odair sobre o estilo do rival, hoje comandado por Rogério Ceni.

O Inter entrou em campo no 4-1-4-1 com as linhas adiantadas para pressionar a saída de bola do Cruzeiro. Diferente do que fazia com Mano Menezes, a Raposa costuma iniciar as jogadas por baixo. Deu certo.

Você pode Gostar de:

Correios homenageia Hebe Camargo, dama da TV brasileira

Foi lançado pelos Correios, nesta quinta-feira (19), o terceiro selo da série Mulheres Brasileiras que …