segunda-feira ,26 outubro 2020
Home / Geral / Cobrança de Rotativo suspenso na Praia do Morro e Muquiçaba

Cobrança de Rotativo suspenso na Praia do Morro e Muquiçaba

A cobrança do Rotativo em Guarapari, está suspenso nos bairros Praia do Morro e Muquiçaba. ’’ O decreto 023/2017, do dia 11 de janeiro de 2017, determina a suspensão do sistema do rotativo na Praia do Morro e Muquiçaba,   pelo prazo de 90 (noventa) dias, a partir de sua publicação, para que sejam adotados estudos de viabilidade técnica no que concerne a ampliação do sistema de estacionamento rotativo nas vias e logradouros públicos do Município, a ser estruturado pela Secretaria Municipal de Fiscalização (SEMFIS) concomitante com a Secretaria Municipal da Fazenda (SEMFA)’’, informa a nota da prefeitura.

placa
Mesmo com o decreto suspendendo a cobrança, muitos turistas e moradores efetuaram o pagamento na manhã de hoje (17) Foto: Tell Miranda

Mesmo assim na manhã desta terça-feira (17), agentes de cobrança estavam na orla da Praia do Morro, realizando normalmente a cobrança.

vendedor
Ambulante pagou o rotativo ao estacionar o seu veículo na Praia do Morro Foto: Tell Miranda

Um vendedor ambulante de 43 anos, que pediu para não ser identificado, pagou para estacionar o seu veículo, na Avenida Beira Mar da Praia do Morro.

A prefeitura informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que caso o cidadão tenha feito o pagamento, pode e tem o direito de procurar a empresa e pedir o ressarcimento.

Veja a nota da Prefeitura de Guarapari

”O decreto 023/2017, do dia 11 de janeiro de 2017, determina a suspensão do sistema do rotativo na Praia do Morro e Muquiçaba, pelo prazo de 90 (noventa) dias, a partir de sua publicação, para que sejam adotados estudos de viabilidade técnica no que concerne a ampliação do sistema de estacionamento rotativo nas vias e logradouros públicos do Município, a ser estruturado pela Secretaria Municipal de Fiscalização (SEMFIS) concomitante com a Secretaria Municipal da Fazenda (SEMFA).

A cobrança nesses locais é indevida e a empresa já foi notificada pela Prefeitura. A pessoa tem direito ao reembolso e deve buscar a empresa para o tal. Fiscais estão sendo colocados na região para verificação dessas ocorrências.

A medida foi adotada em decorrência da atual administração do município, por meio da Secretaria de Fiscalização, ter apontado  e constatado irregularidades, possivelmente praticadas pela empresa concessionária de serviço público, Vista Group Network Sistemas de Empreendimento (VGN).”

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Presidência solicita doação do prédio da Câmara ao Tribunal de Justiça

A presidência da Câmara Municipal de Guarapari solicitou ao Tribunal de Justiça do Estado do …