quarta-feira ,23 junho 2021
  • canal tempo real no youtube
Home / Geral / Após fracasso na importação de vacina, avião que iria à Índia decola de Viracopos para levar oxigênio até Manaus

Após fracasso na importação de vacina, avião que iria à Índia decola de Viracopos para levar oxigênio até Manaus

O avião que iria à Índia buscar dois milhões de doses da vacina de Oxford contra a Covid-19 decolou, na tarde deste sábado (16), do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), para levar cilindros de oxigênio a Manaus (AM), que vive um colapso na saúde.

A aeronave, que estava no Recife (PE) desde quinta-feira (14), depois de sair de Campinas, para seguir até Mumbai pegar o imunizante, precisou retornar à metrópole do interior de São Paulo na madrugada deste sábado, após o fracasso na negociação entre o governo brasileiro e a Índia para a importação da vacina.

A aeronave da Azul Linhas Aéreas A330neo, a maior da empresa, decolou às 14h48 do Aeroporto de Viracopos e tem previsão de chegada na capital amazonense às 19h.

Cilindros de oxigênio que serão levados por avião até Manaus — Foto: Divulgação/Azul Linhas Aéreas

De acordo com a companhia, na aeronave que iria à Índia foram enviados 40 cilindros ao Amazonas, enquanto que um cargueiro, que também sairá de Viracopos na tarde deste sábado, vai viajar à Manaus com outros 40 cilindros.

Além da carga, o transporte contará com concentradores de oxigênio e uma tonelada de máscaras. O volume de oxigênio em metros cúbicos não foi informado pela empresa aérea.

Avião que iria trazer vacinas ao Brasil é carregado em Viracopos com cilindros de oxigênio para ir até Manaus — Foto: Divulgação/Azul Linhas Aéreas

Por meio de nota, a Azul informou que o pedido para levar oxigênio para a capital do Amazonas foi feito pelo Ministério da Saúde.

Fonte: G1

Você pode Gostar de:

Dia D de vacinação é realizado em Viana

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, na manhã deste domingo (13), do ato simbólico que marcou o início da aplicação das primeiras doses no Dia D de vacinação para o estudo de efetividade do uso da meia dose da vacina AstraZeneca na população vianense de 18 a 49 anos.