terça-feira ,22 setembro 2020
Home / Geral / Após demissão de Stênio Garcia, esposa desabafa: “Foram anos de tortura mental”

Após demissão de Stênio Garcia, esposa desabafa: “Foram anos de tortura mental”

Stênio Garcia, 87, foi demitido da Globo após 47 anos na emissora. O ator está em choque, passou mal com pressão alta e ainda não consegue falar sobre o assunto. Em entrevista ao Yahoo, Marilene Saade, esposa do veterano, contou que está preocupada com o futuro deles, pois o custo de vida do casal é alto e vai ser difícil aparecer outro trabalho durante a pandemia.

Embora esteja sem saber o que fazer, ela diz que a demissão foi um “livramento”. Desde quando Silvio de Abreu assumiu a direção de teledramaturgia da Globo, em 2012, Stênio “começou a sofrer perseguições e passou a ser descartado de grandes projetos”.

“Ele estava morrendo aos poucos. Teve depressão depois de tanto tempo sem ser chamado para uma novela. Ele se sentia um cachorro morto porque tinha outros atores velhos trabalhando e ele não”, afirma a companheira, que revela até ter procurado o diretor para uma conversa, mas não foi recebida.

Segundo Marilene, Stênio Garcia não chora e suas emoções acabam refletindo no corpo. Em sete anos, ela diz que levou o marido muitas vezes para o hospital por causa do descaso da Globo. Além de se sentir humilhado, o ator tinha que lidar com a pressão do público nas ruas e redes sociais.

“As pessoas o atacavam como se ele não quisesse trabalhar. Era uma tortura. Foram sete anos muito difíceis e com muitas internações, vômitos por causa da pressão que subia. Sete anos de tortura mental. O Stênio tentou falar com esse diretor para resolver qualquer problema, dizer que ele é profissional, mas não nos recebeu. Achei que iam matar o meu marido”, desabafa.

Durante a quarentena, Stênio Garcia deve pensar na possibilidade de entrar na Justiça por assédio moral, mas a esposa é sincera ao garantir que não sabe se vale a pena. Para ela, que já superou um câncer, o que mais importa é a saúde do marido. A burocracia causará um desgaste muito grande.

O processo de demissão

Antes de ser desligado da Globo, Stênio Garcia recebeu um ultimato: se até dia 30 de março não fosse escalado para algum projeto, seu contrato seria cancelado. Ele apelou nas redes sociais até que conseguiu chamar a atenção de Gloria Perez, mas a corrida contra o tempo foi em vão. O que a emissora queria era que até essa data Stênio estivesse gravando no estúdio.

Marilene diz que a emissora foi covarde, pois seria impossível gravar um projeto durante a pandemia do novo coronavírus. Ela lembrou que o marido é idoso e faz parte do grupo de risco, mas a Globo não levou nada disso em consideração na hora demissão.

“Na minha opinião é uma covardia fazer isso com uma pessoa de quase 90 anos nesse período. Tinha sido prometido antes que se o nome dele entrasse no radar da demissão seria avisado com antecedência para a gente se preparar e não cumpriram o combinado, tudo aconteceu de forma abrupta”, critica ela.

O casal, que nem tem saído de casa, não sabe nem como ficará a questão do plano de saúde. “Parece que ainda teremos direito (ao plano da empresa) durante dois anos, mas temos que entrar em contado com o advogado para ver como tudo vai ficar. O fato é que se acontecer alguma coisa hoje a gente já está sem convênio”, lamenta Saade.

O ator anunciou a demissão para os fãs com um post no Instagram no último domingo (29). A esposa conta que ele queria escrever um texto e não conseguiu, pois começou a passar mal. Tem sido assim toda vez que alguém toca no assunto.

Dificuldades financeiras

Stênio Garcia tinha dinheiro guardado, mas seu custo de vida é alto e grande parte de seus gastos são com remédios. O que resta ao ator enquanto não arranja outro trabalho é viver da aposentadoria, que gira em torno de R$ 5 mil. Marilene ainda não sabe o que será deles daqui pra frente. Morar com os pais dela é uma opção em análise.

“Estou com medo disso tudo. Fecho a casa e volto a morar com os meus pais? Estou perdida. E se eu não tivesse meus pais? O que seria do Stênio se a esposa dele não tivesse uma família com uma condição financeira legal? Imagina a gente com nossos funcionários, cachorros, sem saber o que fazer. O nosso mundo desabou!”, afirma ela.

Stênio já pensou em uma peça de teatro e está esperando o fim da quarentena para fazer uma reunião com o produtor. Até lá o que resta ao casal é fé. Marilene diz que está orando e meditando pelo planeta. Ela também afirmou que isso tudo tem servido para as pessoas verem que os dois nunca ficaram juntos por interesse.

“Tem gente que olha as nossas fotos e fala que ‘o coroa está sustentando a mulher mais nova’ e não é bem assim. A minha família tem patrimônio, minha mãe que doou o terreno da nossa casa. Tenho uma família muito legal porque eles não teriam obrigação nenhuma de ajudar. A obrigação dos meus pais era até os meus 21 anos, mas eles amam muito a gente e vão nos ajudar agora”, valoriza.

Com informações do Yahoo

Você pode Gostar de:

Polícia intercepta carta com veneno letal enviada à Casa Branca

Investigadores dos EUA interceptaram um envelope endereçado à Casa Branca que continha uma substância identificada …