segunda-feira ,20 agosto 2018
  • Guará

Home / Esporte / Tocha olímpica Rio 2016 chega pela primeira vez próximo ao mar

Tocha olímpica Rio 2016 chega pela primeira vez próximo ao mar

Destaque12Guarapari foi a segunda cidade do Espírito Santo a receber o revezamento da tocha olímpica. O início do percurso foi no Radium Hotel, no centro da cidade na manhã desta terça-feira (17).

O comboio oficial foi recepcionado com muita festa por milhares de pessoas, desde crianças até idosos estiveram presentes e acompanharam com euforia cada troca dos condutores. Várias escolas da cidade estavam representadas pelos alunos que eram pura alegria e animação, diante da chance de ver um evento internacional tão de perto. 

As alunas Nátila Silva, Millena Maia e Jennyfer Sales da escola da rede pública Zuleima Fortes Faria, tiveram um motivo a mais para se animarem, elas foram as escolhidas para acender a tocha da primeira condutora e iniciar oficialmente o revezamento, uma oportunidade única como ressalta a Jennyfer “é uma grande oportunidade participar desse momento, já que é a primeira que a tocha passa pelo Brasil”.

 

fotosalunas5

Já Nátila destaca a emoção que é vivenciar um acontecimento como esse “é uma emoção muito boa, que estamos representando nossa cidade, nosso país, primeira vez que a tocha passa no Brasil, por sermos alunas da rede pública é uma alegria tamanha”.

A escolha das estudantes foi feita através de uma redação que elas fizeram no colégio, mostrando que educação e esporte andam sempre lado a lado, “eu gostei muito porque eu amo escrever, e ser reconhecida por uma coisa que você escreveu é muito bom. E eu estou muito emocionada de estar aqui”, conta Millena.

Um dos momentos mais emocionantes, foi quando já na praia do morro a para-atleta Luciana Rocha, passou a chama olímpica para o surfista cego Derek Rabelo e ele fez os 200 metros do trajeto descendo até a areia acompanhado do seu pai, ao som de muitos aplausos e palavras de incentivo. E essa foi a primeira vez no revezamento das Olimpíadas Rio 2016, que a tocha chegou perto do mar, por isso chamou muita atenção.

O destaque também, é pelo jovem representar a inclusão social, e segundo a porta voz do comitê olímpico Carla Marques, esse será um dos principais momentos de todo o revezamento, “a chama já está a 15 dias na estrada desde que saiu de Brasília, é primeira vez que a chama de fato encontra o mar, e por sorte foi através do Derek que tem essa história incrível”.

Derek aproveitou e fez um discurso sobre a emoção de ser um dos condutores da tocha “ eu estou amarradão, poder representar os atletas olímpicos. Porque não é fácil ser atleta, as vezes quem vê de fora acha que só prazer, mas temos desafios, barreiras na nossa frente, lesões, então para mim é incrível. Estar representando o que é ser um atleta”. Depois o surfista passou a chama olímpica para a ginasta medalha de ouro no pan-americano do Canadá, que seguiu com aplausos pela avenida beira mar.

AnaPaula14

O percurso aproximado de 5,5 km foi realizado por 20 condutores e finalizado em um palco próximo ao Marlin Azul. Segundo a polícia militar, cerca de cinco mil pessoas estavam esperando no local para encerrar um dia que vai ficar marcado na lembrança dos moradores da cidade.

Por Bruna Miranda

Fotos: Tell Miranda

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

motinha 2

Motocicleta é recuperada em Guarapari

A motocicleta furtada no Trevo de Setiba em Guarapari, por volta das 17h30 de quarta-feira …