Home / Polícia / Pastora Juliana é presa em Minas Gerais

Pastora Juliana é presa em Minas Gerais

A prisão aconteceu na noite de terça-feira (19), na cidade de Teófilo Otoni em Minas Gerais. Ela deve chegar na tarde desta quarta-feira (20), no Espírito Santo e ficar em uma prisão em Colatina.

Juliana

Ela é mãe dos irmãos Kauã Salles Butkovsky, de 6 anos, e Joaquim Alves, 3 anos.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz André Bijos Dadalto, da 1ª Vara Criminal de Linhares, na última segunda-feira (18), no mesmo dia que a justiça aceitou a denúncia do Ministério Público Estadual contra Juliana e o pastor Georgeval Alves. Ele está preso acusado pela polícia, de ter estuprado e matado o filho e o enteado.

Juliana 2
Reprodução / TV Leste / Record Minas

De acordo com a denúncia, a promotora Rachel Tannenbaum, da 2ª Promotoria Criminal de crimes contra a vida de Linhares, responsável pelo caso, acusa a pastora Juliana de ter conhecimento do risco que as crianças sofriam por estarem sozinhas com o pastor George, o que segundo a denúncia caracteriza omissão por parte de Juliana.

Uma coletiva de imprensa está marcada para às 14h desta quarta-feira (20), em Linhares.

Crime

As crianças morreram carbonizadas na casa onde moravam em Linhares no dia 21 de abril. No dia das mortes a pastora estava em viagem para participar de um congresso religioso. O pastor está preso acusado pela polícia de molestar e matar o filho e o enteado.

TEMPO REAL

Você pode Gostar de:

Jair

Bolsonaro lidera intenções de voto com 23,9% em cenário sem Lula, aponta pesquisa

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, lidera as intenções de voto …