Home / Geral / Homem é assassinado e jogado dentro de lagoa em Guarapari

Homem é assassinado e jogado dentro de lagoa em Guarapari

Um homem foi morto na manhã desta quarta-feira (12), por volta das 9h, no bairro Perocão em Guarapari. O crime aconteceu no quintal da casa dele.

Nos fundos da casa, tem uma pequena lagoa, onde está o corpo de Gaúcho, somente com um braço para fora da água Foto: Tell Miranda

Jesiel Barbosa Coelho, também conhecido pelos amigos e moradores como Gaúcho, teria sido arrastado da casa, onde mora sozinho, e morto dentro de uma pequena lagoa, nos fundos da sua casa.

Um vizinho da vítima, chegou a ouvir os gritos de Gaúcho, pedindo para o suspeito parar, quando ele chegou ao local, viu o suspeito com um facão na mão, “eu trabalhando em frente, escutei uns gritos de socorro, para com isso, neste intervalo que eu abri o portão, depois fechei o portão para os cachorros, não sair, ele estava subindo pra casa do defunto”, relatou a testemunha.

Segundo o vizinho, ele conseguiu tomar o facão do suspeito, imobilizou o homem, que segundo ele estaria sob efeito de drogas e chamou a polícia. Uma viatura foi até o local e encaminhou o suspeito para a delegacia.

Ele conta que no dia anterior, o suspeito teria colocado fogo na casa da vítima, “hoje ele matou ele, arrastou o corpo do cara e jogou dentro da lagoa, e ia botar fogo na casa de novo”. O vizinho informou que a intenção do suspeito era colocar fogo na casa, já que ele ligou o fogo e colocou uma panela de pressão.

O vizinho disse que o motivo do crime, seria devido, ao corte de um fio de energia do padrão da vítima. Gaucho liberava a energia  para o suspeito, mas ele não estava ajudando a pagar a conta e devido a isso resolveu cortar o fio, “tem dois meses, que o cara não ajudava a pagar energia”.

Uma viatura da Polícia Militar está no local, preservando a área, até a chegada da Perícia da Polícia Civil. Por volta das 13h30, a viatura da DHPP, (Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa) seguiu até a casa do suspeito, há poucos metros, de onde aconteceu o crime.

Viatura da DHPP segue em direção a casa do suspeito, que foi detido pelo vizinho e depois levado para a delegacia pelos policiais Foto: Tell Miranda

Um filho da vítima, que é pescador, estava em alto mar, e foi avisado da tragédia. Ele era aguardado no local. Somente com a chegada da perícia, para saber, qual foi o motivo da morte. O crime abalou os moradores do local, que informaram que Gaúcho era uma pessoa boa e não arranjava confusão com ninguém, chegando inclusive a dar várias vezes comida para o suspeito do crime.

Veja o depoimento de uma testemunha e amigo de Gaúcho. Ele chegou a chorar pela perda do amigo e vizinho. https://goo.gl/U8zYBg

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Amigo de pescaria lembra os bons momentos com o subtenente Cordeiro

O mergulhador Marcelo Poton,37 anos, morador de Guarapari, era um dos muitos amigos do subtenente …