Home / Polícia / Homem armado na Praia da Cerca em Guarapari mobiliza homens do BME

Homem armado na Praia da Cerca em Guarapari mobiliza homens do BME

Foram algumas horas de tensão na Praia da Cerca em Guarapari, na noite desta quarta-feira (14).

Um homem de aproximadamente 54 anos, estava armado com um revólver calibre 38, municiado, dentro de um Fiat Idea e segundo alguns familiares que acompanharam toda a ação, ele começou a apresentar um quadro depressivo, depois que um familiar muito próximo a ele morreu.

destaque

Cerca de 16 homens do Batalhão de Operações Especiais foram acionados, vieram de Vitória, para participar da operação de resgate do homem de dentro do carro.

De acordo com o Capitão Reis do BME, tudo pode acontecer em uma situação como esta, e não tem como prever o que pode acontecer. “Fomos acionados em Vitória, ficamos sabendo que tinha um cidadão trancado dentro do carro portando uma arma de fogo, estava incomunicável e relatos diziam que tentaria se matar”, informou o capitão.

Uma equipe de negociadores, fizeram contato com ele, e segundo o capitão, ele entendeu o motivo que ele deveria ficar vivo. “Entendeu os motivos que ele tem para ficar vivo, jogou a arma para fora do carro e posteriormente, pediu para todo mundo se afastar, que ia sair”, salientou o capitão. Ele foi levado para uma ambulância do Corpo de Bombeiros por volta das 21h30, que já estava no local e foi medicado.

d964512d-ed07-4de9-9492-7970b8448759

O capitão informou ainda que ele seria levado para a delegacia de Guarapari, somente para registro. “Segundo informações de familiares, ele tem o certificado de arma de fogo, porém, ele não tem o porte desta arma, ele tem o direito de permanecer com esta arma em sua residência, porém não pode sair com esta arma em via pública, aconteceu aqui e por isso, ele será encaminhado à delegacia. ”

Ainda segundo o capitão, por ser tratar de uma arma de calibre 38, ele deverá pagar uma fiança estimulada pelo delegado de plantão e responderá pelo crime em liberdade. A esposa e outros familiares estiveram acompanhando todo o trabalho da polícia.

Para preservar a identidade do homem, não vamos informar onde ele trabalha e nem o seu nome a pedido dos familiares. “Felizmente saiu tudo bem para ele, para todas as pessoas que estavam em volta e para os policiais”, contou o capitão Reis.

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Ninguém acerta, e Quina de São João sai para 1.577 bilhetes

Ninguém acertou as cinco dezenas da Quina de São João, e como o prêmio não …