quarta-feira ,15 agosto 2018
Home / Polícia / Corpo do pescador desaparecido é encontrado

Corpo do pescador desaparecido é encontrado

O corpo do pescador Anderson Simões Bento, 41 anos, mais conhecido como “Conchinha” foi encontrado no final da manhã desta quinta-feira (22), há cerca de 5 quilômetros da Ilha da Escalvada em Guarapari, por um barco de pesca que retornava da pescaria. Veja abaixo uma entrevista com o pescador que encontrou o corpo de Anderson boiando em alto-mar.

Ele estava desaparecido desde a madrugada do último sábado (17), quando saiu da Aldeia de Perocão para pescar nas Três Ilhas.

OK
O corpo do pescador ficou na areia até a chegada da perícia Foto: Tell Miranda

De acordo com o dono da embarcação e pescador que viu o corpo boiando, Davi Poton de 68 anos, ele viu algo de longe, mas não sabia o que era,“avistei uma coisa, não sabia que era um corpo, navegamos pra lá, quando cheguei era o corpo”, relatou o pescador.

Ele conta que ligou para o Corpo de Bombeiros e recebeu como resposta que não poderia mexer, depois outro bombeiro orientou como trazer o corpo.

O pescador informou que amarrou o corpo do pescador em uma corda, pois não dava para colocar no barco, devido ao peso, e foi rebocando devagar até a Prainha. Um barco da Marinha do Brasil e os bombeiros foram até o local e vieram acompanhando o resgate até a Prainha de Muquiçaba.

DAVI POTON
O pescador e dono da embarcação Davi Poton. Ele, mais o filho e dois tripulantes retornava de uma pescaria quando avistaram o corpo boiando e rebocaram até a Prainha de Muquiçaba Foto: Tell Miranda

O corpo foi encontrado por volta das 11h30 e chegou na Praia de Muquiçaba, por volta das 14h.

A perícia chegou no por volta das 15h45 para recolher o corpo e encaminhar para DML em Vitória.

P_20180322_153106

O pescador disse que parte do corpo do pescador estava queimado, mas a perícia disse que somente através de exames para saber a causa da morte.

Esta hipótese de um raio ter atingido o pescador, foi levantada por várias pessoas, devido as condições do mau tempo, no dia ele desapareceu.

A esposa do pescador esteve no local, passou mal e foi levada para a UPA de Guarapari.

CASO

O pescador Anderson Simões Bento, 41 anos, mais conhecido como “Conchinha”está desaparecido desde a madrugada de sábado (17), quando saiu para pescar em Guarapari.

Anderson - Copia

De acordo com a vizinha Isielle Gomes, 29 anos, estão todos desesperados, o barco que ele estava foi encontrado nas Três Ilhas em Guarapari, “encontraram o barco ancorado, o celular dele e o peixe dentro da embarcação, mas ele não estava lá”, relatou.

Ela informou que Anderson teria sido visto pela última vez, por volta das 18h30 de sábado, por um grupo de pessoas que estavam acampadas no arquipélago das Três Ilhas.

Isielle informou que vários amigos e pescadores estão nas Três Ilhas a procura do pescador, “a família está desesperada, e contamos com a ajuda de todos, das autoridades, da Marinha do Brasil, para ajudar na busca do Anderson”.

Segundo a vizinha , “Conchinha” pesca desde os 12 anos de idade, e no dia que ele desapareceu, ela estava em um barco emprestado por amigo e nunca reclamou de problema de saúde.

Anderson é morador do bairro Perocão em Guarapari, casado e pai de 3 filhos.

Qualquer informação, pode entrar em contato com Camila Simões, a irmã de Anderson, pelo telefone: (27) 9 98073978.

Nota da Marinha do Brasil

“A Marinha do Brasil (MB), por meio do Comando do 1º Distrito Naval, informa que tomou conhecimento na manhã deste domingo (18 de março), de que um cidadão adulto, do sexo masculino, desapareceu enquanto pescava a bordo do barco de pesca “Marupiara”, na região das Três Ilhas, em Guarapari (ES). A embarcação foi encontrada, na madrugada de domingo, ancorada nas proximidades das Três Ilhas.

As equipes da Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES) e do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES) foram acionadas e realizam buscas na região marítima, juntamente com uma aeronave do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Polícia Militar do Espírito Santo (Notaer). Embarcações pesqueiras que navegam na região também colaboram com as buscas ao desaparecido.

O desaparecimento do cidadão está sendo divulgado em aviso Rádio Náutico visando alertar todos que navegam próximo ao ocorrido.

A Marinha do Brasil instaurou um Inquérito para apurar as causas e responsabilidades sobre o fato.”

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

WhatsApp Image 2018-08-13 at 18.07.57

Ressaca do mar em Guarapari

Veja a ressaca do mar na Praia de Meaípe em Guarapari. No local foi construído …