Home / Geral / Catadora de latinhas desmente que recebeu dinheiro de turista

Catadora de latinhas desmente que recebeu dinheiro de turista

Uma catadora de latinhas desmentiu uma versão narrada através de um vídeo, divulgado através das redes sociais, onde o autor diz que deu dinheiro para uma catadora de latinhas, “rapaz do céu, mulher “tava” catando latinha ali, aproveitei, deu até um trocadinho pra ela”, narra o autor do vídeo.

Ele conta no vídeo, que ela pediu ajuda, “pedindo se eu ajudo, que está precisando, criando os filhos”. O turista informa na gravação que deu dinheiro, “o pai aqui deu “cinquinho”, pra ela

Gravação

Um vídeo gravado na quarta-feira (9), mostra uma catadora de latinhas na Praia do Morro em Guarapari. O material viralizou nas redes sociais, depois que um turista de um apartamento na avenida Beira Mar filmou todo o trabalho dela. De acordo com o autor do vídeo, ele teria dado R$ 5,00 para a mulher que aparece nas imagens.

Outro lado

Na manhã desta sexta-feira (11), a catadora de latinhas que aparece nas imagens, com os três filhos e sogra, entrou em contato com a nossa reportagem para esclarecer todo o ocorrido, “em momento nenhum, ele me deu dinheiro, e nem conheço ele, nem sei quem é ele”.

Foto: Reprodução do vídeo

A catadora conta que quando alguém oferece alguma coisa, ela não aceita, “eu levo a minha água, eu levo o meu dinheiro, levo as minhas coisas, tudo certinho, ele está mentindo”. O autor da gravação chama a atenção do veículo da mulher, uma caminhonete Triton, “olha o carrinho dela”.

Ela disse que foi através de muito trabalho e esforço, que conseguiu comprar o carro, “toda vida eu trabalhei, aquele carro foi comprado com muito suor, com muito custo, basta a gente ter um objetivo e não ter vergonha de trabalhar”.

A moradora do bairro Olaria, conta que está desempregada, e por isso resolveu ir até a Praia do Morro com a família para catar latinhas, ”como este ano, eu estou desempregada, eu chamei meus filhos para ir comigo”.

Esse é o primeiro verão que ela cata latinhas na praia, tendo iniciado no dia 31 de dezembro de 2018, na véspera do ano novo. Segundo a catadora, ela pretende identificar o autor do vídeo e processá-lo pelas mentiras, que ele teria narrado no vídeo.

Todos os dias, ela segue para a Praia do Morro, chega por volta das 13h e só deixa a praia às 19h. Apesar de todo o constrangimento que passou, ela informou que vai continuar o seu trabalho, “todo mundo me conhece, só porque eu tenho um carro, eu não posso trabalhar não? ”.

Concorrência

Ela disse que às vezes encontra até dificuldades para catar as latinhas, porque alguns turistas, ficam juntando as latinhas para levar embora, ”eu vi um ônibus na avenida Praiana, só não vi a placa, mas estava levando dois sacos de latinhas, tem gente nas barracas que não deixam a gente pegar, porque estão juntando”.

Vídeo

Tell Miranda

Jornalista e radialista

More Posts - Website

Você pode Gostar de:

Acidente mata duas pessoas na Terceira Ponte

Duas pessoas morreram após um acidente, envolvendo um Audi A1, um Toyta Etios e um …